O Futuro da Controladoria Jurídica

Sabe-se que a Controladoria é um dos maiores avanços na área da Gestão Jurídica e é uma das ferramentas que mais contribui para o crescimento e organização dos escritórios de advocacia e dos departamentos jurídicos das empresas. Com a implementação deste setor é possível não somente controlar as demandas e procedimentos diários, mas também pensar estrategicamente sobre as decisões a serem tomadas para atingir os melhores resultados.

Ocorre que muitos se perguntam sobre como será o futuro deste setor: quais inovações surgirão? Conseguiremos otimizar ainda mais as atividades dos colaboradores? As tecnologias substituirão os profissionais que atuam nesse departamento? Como podemos crescer ainda mais juntos?

Certamente, com o crescimento das lawtechs e legaltechs, já estamos presenciando uma evolução tecnológica dentro do ramo jurídico de forma exponencial: percebemos novas ferramentas relacionadas à ciência de dados, como a jurimetria, que é aplicada nas nossas rotinas para definição de estratégias nos processos, a partir do perfilamento de magistrados e tribunais, bem como para uma precisa classificação de riscos e de contingências e provisionamentos nas demandas a partir de um estudo estatístico dos processos. Há também a evolução das automatizações, que otimizam as operações do dia a dia, como robôs que realizam protocolos eletrônicos, emitem guias e cópias, e até mesmo inteligências artificiais que leem, interpretam e agendam prazos a partir de publicações recebidas, ou que simulam consultorias jurídicas para responder eventuais questionamentos que surgem no dia a dia dos profissionais.

A partir desta evolução tecnológica aliada a uma equipe engajada, a Controladoria poderá ter uma análise de dados mais sofisticada, que permitirá a parametrização dos resultados e prevenção de situações. Além disso, com o auxílio de novas ferramentas, é possível também uma agilidade ainda maior nos retornos aos clientes, pois a tecnologia permite uma maior eficiência e produtividade nas operações, assim como uma padronização e controle de procedimentos para evitar riscos nos processos.

Claramente, haverá ainda muitas novidades neste ramo de tecnologias jurídicas, que auxiliarão a Controladoria a evoluir ainda mais para alcançar a excelência no atendimento ao cliente e nos resultados dos escritórios e departamentos. É importante, portanto, sempre nos atualizarmos perante os novos produtos dispostos no mercado para acompanhar as novas tendências e otimizar ainda mais as nossas demandas.

É de se frisar também que, em torno deste desenvolvimento tecnológico, há muito receio e, às vezes até mesmo resistência, por parte dos profissionais da advocacia quanto aos robôs substituírem os seus trabalhos. Há de se destacar, entretanto, que a implementação dessas funcionalidades não dispensa a função de monitoramento das atividades realizadas por estes softwares e de tomada de decisões a partir dos resultados produzidos por estas ferramentas.

É imprescindível, portanto, a atuação de um profissional gerindo estas automatizações. Destarte, pode-se dizer que os advogados que atuam na Controladoria não serão substituídos por máquinas, porém, diante de toda essa modernização que está ocorrendo no ramo jurídico, é fundamental que o profissional tenha, no mínimo, a curiosidade sobre o tema, atualizando-se e modernizando-se também, para poder acompanhar as tendências e novas necessidades do mercado de trabalho.

Além da evolução tecnológica, muito se discute também sobre a gestão de pessoas dentro da Controladoria, pois uma equipe bem estruturada, unida e organizada consegue atingir melhores resultados para o escritório ou departamento jurídico e, consequentemente, aos clientes da empresa. Aliás, não há dúvidas de que quanto mais se investe em políticas de motivação e de crescimento dos colaboradores, dando a eles um espaço de escuta e de engajamento perante a equipe, melhor é o resultado da atividade realizada por cada um dos profissionais. Um profissional motivado, incentivado a crescer e a se desafiar para trazer bons resultados, com certeza realizará a sua tarefa almejando também o crescimento da equipe no geral.

Frisa-se também que, até pouco tempo atrás, mal se falava sobre a importância da Gestão Jurídica dentro dos escritórios e hoje cada vez mais os advogados que atuam na Controladoria estão se especializando para trabalhar neste setor, buscando aprimorar-se nesta área da Gestão para atuar de uma forma mais estratégica no ramo do direito – analisando os procedimentos adotados e utilizando-se de novas tecnologias para tomar decisões prevendo situações (e não mais apenas solucionando problemas). A tendência é que cada vez mais os profissionais da Controladoria potencializem os seus conhecimentos, se devidamente motivados e desafiados, trazendo a padronização, agilidade e controle dos processos que são os principais objetivos deste importante setor.

O futuro da Controladoria é, portanto, voltado à profissionalização da equipe e das suas ferramentas de trabalho: com a tecnologia necessária e uma equipe bem estruturada, certamente o profissional da advocacia conseguirá propiciar melhores resultados para as empresas que contam com o trabalho deste relevante e estratégico setor.

Fonte: https://www.segs.com.br acessado em 04 de março de 2022