Controlador Jurídico: habilidades e competências para a confiança e segurança do Escritório / Departamento Jurídico

Por Marisa Golin da Cunha (*)

A tão sonhada disponibilidade de tempo que os Advogados almejam em sua rotina requer que o Escritório/Departamento Jurídico reveja a rotina destinadas aos seus advogados. É determinante a análise sobre quais devem ser as responsabilidades que a equipe de advogados deve absorver e que somente um profissional com a formação técnica jurídica pode realizar.

Existem tarefas e procedimentos que vem sendo destinadas aos advogados, mas que podem, e deveriam, ser destinadas a uma equipe de apoio. Esse estudo e reflexão por parte da alta administração poderá gerar à equipe jurídica cerca de até 45% a mais em seu tempo de trabalho para, então, se dedicar a atividades que gerem valor ao negócio, tais como elaboração de peças, atendimento ao cliente, criação de estratégias processuais, captação de cliente e estudos.

As atividades de apoio são por exemplo tais como: controle de chegada de publicações, inserção e controle de prazos e audiências em um software de controle processual, obtenção de diligências e documentos dos clientes, peritos, órgãos públicos, bem como a manutenção do arquivo virtual e físico atualizado e organizado, criação de cadastro completo dos clientes e processos, logística de participação em audiências, sustentações, obtenção de cópias, entre tantas outras operações.

Toda essa gama de ações rotineiras quando destinadas a um setor específico do escritório/departamento favorece a maior produtividade, segurança do desempenho e resultados. Este novel grupo de atividades pode ser denominado das mais diversas formas: central de processos, controladoria jurídica, logística entre outros.

Para coordenar a controladoria jurídica é determinante que seja um profissional experiente, treinado e conhecedor das atividades técnicas e de apoio e tenha conhecimento de gestão de pessoas, com habilidade para transitar entre os diversos ambientes jurídicos ou de apoio do escritório/departamento.

O Controlador Jurídico é um profissional que deve conhecer o negócio, a estrutura, a visão, missão e valores Escritório/Departamento, eis que ele será um multiplicador desses elementos fundamentais para a sua Equipe, para os Clientes, fornecedores, parceiros. Ou seja, é o Controlador Jurídico é um elemento estratégico da sociedade de advogados. E, por esta razão, a sua escolha deve ser com critérios fortemente estabelecidos pela alta administração.

Conheça o Programa de Formação de Controlador Jurídico que a RESULTATO dispõe, com o Curso em 2a edição, e que iniciará em 23 de setembro (com 3 meses de aulas) e se estenderá até o dia 16 de dezembro. As aulas acontecem em duas noites por semana, no horário das 19:30h às 21:30h, em plataforma online através do ZOOM. https://resultato.com.br/curso-de-formacao-de-controlador-juridico-2a-edicao/

(*) Sócia Fundadora da RESULTATO