Quando a falta de planejamento de comunicação começa gerar custos

* Inácio Chagas Berlitz
resultato@resultato.com.br
Basta o esquecimento de um prazo para o assunto comunicação gravitar na pauta do dia no seu escritório de
advocacia. Como uma coisa leva a outra, somam-se a isso os telefonemas e e-mails não respondidos para
sua carteira de clientes encurtar a paciência. Não atribua à falta de atenção ou ao estresse a rotina destes
esquecimentos. Seu escritório de advocacia não tem planejamento de comunicação. Ou você ainda pensa que
a contratação de uma mídia, isoladamente, é a solução para todos os problemas de comunicação do seu
escritório?

Na verdade, você não consegue entender como a demanda de problemas de comunicação aumenta em seu
escritório, mesmo dispondo de websites, chats, e-mails e murais. Aliás, você nem lembra quando fez este
investimento. Trate de lembrar. Estes canais de comunicação desatualizados, tal como uma mídia isolada
contratada, pouco contribuem para a visibilidade efetiva do seu negócio no mercado.

Falta, sim, sinergia entre todos os seus canais de comunicação. Falta até assunto na tentativa de
interatividade do novo balcão do cafezinho. Boa iniciativa. É mais um canal de comunicação que seu
escritório desperdiça.

E aqueles recortes de jornais já amarelados que não circularam entre a equipe? Seria outra boa iniciativa
compartilhar conhecimento. Passando a régua e calculando, a falta de planejamento de comunicação começa
gerar custos até na informação daquela jurisprudência que não chegou ao advogado assistente. E estava
entre os recortes amarelados.

Nem precisa promover uma auditagem para contabilizar o número de canais de comunicação que seu
escritório simplesmente imobilizou. O que você precisa é contar nos dedos quantas vezes interage com sua
equipe. Credite isso como mais outro sintoma da falta de planejamento de comunicação do seu escritório.

Não havendo uma interação adequada, como você acha que a informação está chegando no seu cliente? Aliás,
sua equipe sabe que seu cliente existe? E seu cliente sabe do portfólio de serviços do seu escritório de
advocacia?

O que seu escritório precisa é reunir todas estas referências e construir um planejamento de comunicação
que fale a linguagem do seu cliente, que interaja com sua equipe e com o mercado. Pode ser um
planejamento bem prático, sem muitas teorias para não gravitar na sua gaveta nem se tornar em outra peça
isolada. Sendo um planejamento que pense a partir do cliente, seu escritório vai ter muito prazer em se
comunicar.

*jornalista, especialista em marketing